A cidade secular 25 anos depois

91gx0xd4thl

Esta é uma tradução que eu fiz de um texto de Harvey Cox, teólogo dos EUA, com a permissão do próprio autor. Trata-se de uma revisão de seu próprio livro mais famoso, A cidade secular, em que ele fala sobre os aspectos positivos da secularização. O artigo foi publicado na revista Espaço Teológico, que é o periódico acadêmico da faculdade de teologia da PUC-SP.

Link para a publicação: https://revistas.pucsp.br/index.php/reveleteo/article/viewFile/17331/14598

“Pelo menos, eu acredito que esses acontecimentos tornam a tese central de A Cidade Secular ainda mais credível. Argumentei, então, que a secularização – se não permitir-se calcificar em uma ideologia (o que eu chamei de “secularismo”) – nem sempre é em todo lugar um mal. Ela impede as religiões poderosas de agir em suas pretensões teocráticas. Ela permite que as pessoas escolham entre uma ampla gama de visões de mundo. Hoje, em paralelo, parece óbvio que o ressurgimento da religião no mundo não é sempre e em toda parte uma coisa boa.”

Autor: Janos Biro

Você não existe, e eu também não.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s